Encouraçado Minas Gerais

17/04/1910 – Chegou ao Brasil o encouraçado Minas Gerais, que entrou em serviço juntamente com seu irmão gêmeo o São Paulo uma das belonaves mais poderosas do mundo. O Minas Gerais tornou-se motivo de orgulho nacional, tanto que a valsa “Oh! Minas Gerais”, com a melodia italiana Vieni sul mar, foi composta em sua homenagem, e não ao Estado da Federação brasileira.

Entre tantos outros feitos do Minas Gerais citarei dois: 1º) Com ele vieram os suboficiais entusiasmados com o movimento recém criado por B-P na Inglaterra, julgando que os jovens brasileiros gostariam das atividades propostas pelo escotismo. 2º) na noite de 22/11/1910 eclodiu a bordo do Minas Gerais, quando se encontrava fundeado na Baia de Guanabara o movimento que passou a historia como a “Revolta dos Marinheiros” ou a “Revolta da Chibata”.

Cronologia do Encouraçado Minas Gerais

1906 – Como parte do programa de ampliação e modernização da esquadra brasileira, encomendou-se a construção aos estaleiros ingleses dos “encouraçados-dreadnought”. Minas gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.
17/04/1907 – Teve sua quilha batida.
10/09/1908 – Foi lançado ao mar.
06/01/1910 – Termino da construção.
17/04/1910 – Chegou ao Brasil.
16/11/1910 – o Marinheiro Marcelino Rodrigues Menezes foi chicoteado recebendo 250 golpes do próprio comandante do Minas.
22/11/1910 – Inicio da “Revolta da Chibata”
23/11/1910 – o capitão-de-mar-e-guerra José Carlos de Carvalho esteve a bordo do Minas Gerais e do São Paulo, para dar inicio às negociações com os marinheiros.
25/11/1910 – O ministro e Almirante Batista Leão emitiu a ordem de afundar a “Esquadra Branca” .
25/11/1910 – foi votada a anistia pelo Congresso Nacional.
26/11/1910 – Após negociação os revoltosos se entregaram.
26/10/1917 – com a entrada do Brasil na 1º Guerra Mundial planejou-se enviar o Minas Gerais e o São Paulo à Europa para que se juntassem a esquadra inglesa, porem necessitavam de seria atualização dos equipamentos para fazer frente a guerra naval que se desenvolvia na Europa, a impossibilidade de atualizá-lo em tempo hábil impediu os de participar da 1º Guerra.
1935 – No quadriênio 1935 a 1939 o Minas Gerais foi submetido a uma reforma o novo perfil deu-lhe sobrevida de 16 anos.
1942 – No decorrer deste ano o Brasil foi levado a guerra em razão dos ataques a aos seus navios mercantes. Coube ao Minas Gerais a designação para servir de bateria flutuante em defesa do porto de Salvador.
1950 – no inicio da década de 50 e depois de mais de 40 anos de serviço o velho “Minas” descomissionado e vendido.
1954 – Não resistindo ao tempo e ao avanço tecnológico da guerra naval foi sucatado, três anos depois de “seu irmão” São Paulo ao longo dos Açores.



Postal do Encouraçado Minas Gerais 
Foto do postal cedido por Rodrigo Robleño - MG

3 comentários:

  1. DESCOMISSIONADO, vendido como sucata, foi transportado por rebocadores pelo Atlântico Norte e nesse processo enfrentou uma tempestade que o afundou n'algum ponto do Oceano, mistério que até hoje continua sem ser desvendado, pois nunca houve quem quisesse descobrir os seus restos.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Completando a informação sobre a música: A Música "Oh! Minas Grais", (adaptação de "Vieni sul mar!") de Dudu das Neves (diga-se de passagem, era, além de músico, palhaço) foi escrita para homenagear o encouraçado Minas Gerais, apensar de que muitos acreditam que era para homenagear o Estado de mesmo nome. No entanto, hoje, a música virou hino dos mineiros.

    ResponderExcluir