1911 a 1920

Fragmentos da História




1911 - O Escotismo do Mar foi oficializado pela Boy Scouts Association – Associação dos escoteiros da Inglaterra com a publicação do folheto Sea Scouting prefaciado por B-P que dizia “ Comecei minha auto educação praticamente como Escoteiro do Mar....”







1911 - Dão-se os primeiros passos p/ a fundação do Escotismo em Portugal. O tenente Álvaro
Machado fundou em Macau o 1º GE em terras Portuguesas.
1911 - B-P escreve Sea Scouting for Boys – Workers or Shirkers – Boy Scouts in Connection with National Training and National Sevice.
1911 - O ME teve tal projeção que o Rei Jorge V passa em revista 3.000
escoteiros em Windsor, a mesma cerimônia foi repetida em 1913, com 180.000 escoteiros.
1911 -  Na 4º edição do livro Escotismo para Rapazes, B-P acrescenta a o 10º artigo da Lei Escoteira (até então eram 9 artigos).
1912 - Foi Fundado o 1° GE em Lisboa Portugal
1912 - B-P fez uma viajem ao redor do mundo para se por em contato com os escoteiros de muitos outros paises. Este foi o primeiro passo para fazer do Escotismo uma Fraternidade Mundial
1912 - B-P escreve o livro Handbook for Girl Guides (em colaboração com Agnes B-P)
1912 - Foi publicado o 1º Manual das Guias, “Como as Moças podem ajudar a construir o Império”
escrito por Agnes Baden Powell.
1912 - É outorgada a “Royal Charter of Incorporation (Carta Real) a Boy Scouts Association
(Associação  de Escoteiros da Inglaterra).
1912 - B-P recebe o titulo de “Cavaleiro da Graça de São João de Jerusalém”.
1913 - B-P escreve o livro Boy Scouts Beyond the Seas.
1913 - Exposição e concentração de Birmingham 
1913 - Dr. Mario Sergio Cardim sugere a denominação “Escoteiro” e o Lema “Sempre Alerta” para serem adotados no Brasil. Neste mesmo ano é realizada 18 conferencias sobre o ME em 18 cidades do Estado de SP. Com o apoio entusiasta do Dr Julio de Mesquita então Diretor do jornal Estado de São Paulo, tem inicio uma campanha jornalística de divulgação do Escotismo.


1914 - A Sra. Jerônima Mesquita residente em Paris manda imprimir folhetos de propaganda com o Código e Juramento (Lei e Promessa) e traduções de alguns trabalhos de B-P, enviando ao Dr. Ascânio Cerqueira a quem incita a fundar em São Paulo uma Associação Escoteira. 









1914 - Existiam 10.000 Lobinhos na Inglaterra
1914 - É fundada no Paraná a Associação de Escoteiros de Antonina, sob a chefia do Sr. Evandro Alves de Oliveira...
1914 - Mobilização dos escoteiros Ingleses como Guarda-Costas e outras tarefas na 1º Guerra
Mundial.
1914 - B-P escreve o livro Quick Training for War. Adestramento rapido para a guerra
1915 - B-P escreve Markmanship for Boys.
1915 - a ABE já estava presente em quase todos os Estados Brasileiros...
1915 - Tem inicio a publicação do “JORNAL da ABE” editado pela Associação, em 1921 transforma-se na revista “Escoteiro”.
1915 - O Deputado Federal por São Paulo César de Lacerda Vergueiro, apresenta proposta para reconhecer o Escotismo como de utilidade publica.
1915 - A ABE, irradia o Movimento Escoteiro para todo o pais, criando representações nos Estados de MG, PR, ES, PB, AM, CE, PE, RS, RJ, BA, SC
1915 - Instalada a 1º Comissão Regional de Escoteiros Brasileiros do Paraná.
1915 - É criada a Associação Paranaense de Escoteiros (APE)
1915 - É fundada no Paraná a Tropa Escoteira da Sociedade de Tiro Rio Branco. Ainda neste ano
foram fundadas as Tropas das Escolas Republicanas e Oliveira Bello. Tropa Azul do Tiro Rio Branco,
Vermelha da Escola Republicana e Laranja da Escola Oliveira Belo.    
1915 - O Headquarter Gazette publicou o esquema para Lobinhos ou Jovens Escoteiros.
1915 - O prefeito do Rio de Janeiro Azevedo Sodré introduziu a instalação do Escotismo nas Escolas.
1915 - É criada a Associação Pernambucana de Escoteiros, a Associação de Boy Scouts de Vitória, a
Comissão Regional de Escoteiros do Paraná, a Associação Paranaense de Escoteiros e a Legião
Amazonense de Escoteiros.
1915 - B-P escreve o livro Indian Memories (Memórias da Índia)
1915 - B-P escreve o livro My Adventures as a Spy ( Minhas Aventuras como Espião).
1916 - É publicado o Livro do Escoteiro de autoria de Arnaldo Guinle e Marco Pollo com introdução
de Olavo Bilac e Coelho Neto o que se constituiu no 1º manual escoteiro editado no Brasil.
1916 - É instalada a 1º Escola de Chefes da ABE (Associação Brasileira de Escoteiros).
1916 - B-P escreve o livro Young Knights of the Empire (Jovens Cavaleiros do Império)
1916 - B-P escreve o livro The Wolf Cub’s Handbook (Manual do Lobinho)
1916 - É instalada a 1º Escola de Chefes da ABE sob a direção do Coronel Pedro Dias de Campos (membro da 1º diretoria da ABE).
1916 - Por intermédio do Dr. Mario cardim e da Casa Mappin Stores de São Paulo, importou 50 uniformes ingleses para serem usados pelos escoteiros do Fluminense do Rio de Janeiro.
1916 -  Ao ser perguntado se queria tornar-se maçom, B-P teria respondido que era Escoteiro Chefe e que o movimento tinha escoteiros católicos romanos no continente que se poderiam sentir ofendidos e provocar sisões...
1917 - B-P escreve The Cub Book – Scouting Towards Reconstruction.
1917 - Inicia-se o ME em Minas Gerais, impulsionado pela campanha de Olavo Bilac. 
1917 - É constituído informalmente o 1º conselho Internacional da Associação de Guias da Inglaterra
1917 - O professor Antonio Pereira da Silva funda em Belo Horizonte o GE Guia Lopes, que
funcionou ate 1942. 
1917 - Tem Inicio o Escotismo em Bragança Paulista/SP.
1917 - É realizado em São Paulo o 1º Congresso Escoteiro do Brasil sob o patrocínio da ABE que sem duvida consolidou o Escotismo no Brasil.

1918 - Lady Baden-Powell torna-se Bandeirante-Chefe (Chief Guides)












1918 - Foi fundada a Liga Escoteira Esperantista (Skolta Esperanto LigoSEL) é uma organização
mundial de Bandeirantes e Escoteiros cujos membros falam ou tem simpatis pela língua internacional
Esperanto.
1918 - 1º serie escoteira de 2 selos é emitida após a I Guerra Mundial pela Tchecoeslovaquia.
1918 - B-P escreve o livro Girl Guiding (Bandeirantismo).
1919 - B-P recebe o titulo de “Cavaleiro da Grande Cruz de Alfonso XII” (Espanha)
1919 - A Associação de Escoteiros Católicos do Brasil iniciou a edição do tablóide “O Escoteiro” que
a partir de 1925 passou a ser órgão oficial da UEB.
1919 - B-P escreve o livro Aids to Scoutermastership (Guia p/ chefe de Tropa)
1919 - Francis “Skipper” Gidney nomeado 1º  Chefe de Campo de Gilwell Park permaneceu ate
1923, faleceu em 1928 aos 36 anos .
1920 - Existiam 110.000 lobinhos na Inglaterra.
1920 - Começou a ser usado o Anel de Gilwell, que na realidade é um nó chamado cabeça de turco. 
1920 - É escolhido o nome “Bandeirante” por Jonathas Serrano para a designação inglesa “Girl
Guiding”
1920 - B-P escreve Steps to girl Guiding – Brownies and Bluebirds.
1920 - B-P recebe o titulo de “Grande Comandante da Ordem de Cristo” (Portugal)
1920 - B-P recebe o titulo de “Comandante da Ordem do Redentor” (Grécia)
1920 - Neste ano havia cerca de 100.000 escoteiros em São Paulo, e foi notável a ação dos Escoteiros
durante o surto de gripe espanhola que vitimou milhares de pessoas em  São Paulo.      
1920 - A partir deste ano Gilwell abre suas portas para os chefes de Lobinhos.
1920 - Numa visita de Lord B-P ao antigo reino do Sião - atual Tailândia - antes de 1920 fez
com que o Rei Rama VI se tornasse um entusiasta do Escotismo e o primeiro presidente da
Associação de Escoteiros Siameses. Em uma tentativa de arrecadar fundos para o Escotismo, três
diferentes carimbos foram aplicados sobre os selos que homenageavam os reis.
Conhecidos como “Corporação dos Tigres Selvagens”, o carimbo mostra a cabeça de um tigre e as
palavras em inglês e siamês “Fundo Escoteiro”. Parte da taxa destes carimbos eram destinados ao
Movimento Escoteiro.
1920 - No início da década de 1920 Rodolfo Malempré muda-se para São Paulo onde liderou a organização das diversas iniciativas de Escotismo em São Paulo. Como a fundação da "Boy Scouts Paulistas" em 23 de setembro de 1923 com a ajuda do monsenhor Francisco Bastos, vigário da Igreja da Consolação , numa dependência da mesma. Começa aqui a primeira iniciativa do verdadeiro escotismo em São Paulo, ligada Associação dos Escoteiros Católicos do Brasil reconhecida internacionalmente e que seguia todos os princípios concebidos por B-P.
1920 - Neste ano havia cerca de 100.000 Escoteiros em São Paulo, e foi notável a ação dos Escoteiros durante o surto de gripe espanhola que vitimou milhares de pessoas em todo Estado de São Paulo.
1920 - Na reforma Sampaio Doria de Instituição Publica do Estado de SP, a pratica do Escotismo é regulamentada como atividade curricular, tendo como executores os professores de ginástica.

Primeiras Grandes Atividades Escoteiras
1917 - 1º Congresso Escoteiro do Brasil é realizado em São Paulo – SP pela ABE.

G.E. Fundação
01/01

Diversos
01/01

Nenhum comentário:

Postar um comentário